Alguns alimentos podem causar alergias em cães.

Seu cachorro é alérgico ao alimento que ele come?

 

Se você reparou que seu cachorro está se coçando, tem frequentes inflamações no ouvidos ou o pêlo está sem vida, pode ser que ele esteja com alergia do alimento que você oferece a ele. Alergia à comida é uma preocupação crescente entre tutores e ao que parece mais e mais cães apresentam sensibilidade a determinados alimentos.   

 

Mas o que é exatamente alergia a alimentos?

 

Alergia é diferente de intolerância. Intolerância é resultado da dificuldade em digerir, como por exemplo, intolerância à lactose. Pessoas e animais com intolerância a lactose não possuem ou possuem baixos níveis de lactase, a enzima responsável pela digestão da lactose no organismo.

 

Alergia é a resposta do organismo do seu cachorro à uma proteína intrusa. É como se o corpo estivesse tentando se defender contra determinadas proteínas contidas nos alimentos. É muito comum pensarmos que somente as proteínas de origem animal causam alergias, esquecendo que vários grãos e vegetais também são ricos em proteínas, que podem causar alergias.

 

O sistema gastrointestinal do seu cachorro trabalha todos os dias para protegê-lo contra potenciais alergênicos. Aproximadamente 70% do sistema imunológico do corpo de um cachorro está centralizado no sistema gastrointestinal. Quando seu cachorro come, o alimento é digerido primeiro no estômago, onde o ácido gástrico e enzimas trabalham para quebrar a comida em pequenos pedaços. Essa massa de alimento vai para o intestino delgado, onde as proteínas são reduzidas a partículas ainda menores, os amino ácidos, que poderão ser absorvidos pelas células do organismo. Se uma proteína é absorvida pelas células do organismo, sem ser quebrada em amino ácidos, o corpo reage e seu cão passa a apresentar sintomas de alergia à comida.

 

Como as proteínas são digeridas

 

O intestino dos cães possui células imunológicas que protegem as paredes do entestino contra a passagem de substâncias não desejadas, como as proteínas. Todos nós sabemos que proteínas são importantes para o organismo dos cães, mas como falado anteriormente, o corpo destes animais não consegue absorver as proteínas completas, elas precisam ser quebradas em pequenos pedaços chamados amino ácidos. Se alguma proteína tenta atravessar a parede do intestino, células imunológicas devolvem a proteína para que ela termine de ser digerida (quebrada) e então possa ser absorvida como nutrientes.

 

Quando o sistema falha

 

Quando o sistema falha e a proteína penetra a parede do intestino, o sistema passa a reconhecer essa proteína como intrusa criando a hipersensibilidade (alergia). A alergia é uma consequência do sistema imunológico do cachorro, que está tentando proteger o organismo contra a proteína intrusa. Toda vez que o cachorro ingere a proteína que o organismo não consegue digerir, o sistema imunológico reage na forma de diarréia, coceira, infecções crônicas de pele etc.

 

Como isolar o problema

 

Se você estiver realmente suspeitando que seu cão é alergico à comida, o primeiro passo é leva- lo ao veterinário. O médico veterinário irá dizer se os sintomas que o cachorro apresenta são realmente ligados à reação alérgica. Neste caso é muito provável que ele recomende uma dieta com proteínas específicas para facilitar a identificação da origem da alergia. Por exemplo se a dieta for baseada somente em carne de frango e o cão apresentar os sintomas e trocando para carne de carneiro os sintomas desaparecem, é bem provável que seu cão seja alérgico a carne de frango. Este é somente um exemplo simplificado de como o médico veterinário pode isolar a causa da alergia –  e o médico veterinário é a melhor pessoa para te dizer com certeza se seu cão é alérgico e o que fazer para isolar o problema.  

 

O veterinário também pode sugerir que você tente uma ração hipoalergênica. Estas rações são feitas com proteínas hidrolizadas – significa que as proteínas já estão quebradas em pequenos pedaços e não vão causar reação alérgica.

 

Por um bom tempo uma das opções era oferecer ração a base de carneiro e arroz. Porém como essa alternativa está mais popular, já foram constatados casos de cães que apresentaram alergia a alimentos com essa composição. Um boa opção podem ser rações a base de peixe e aveia ou veado e batata doce.

 

Também é importante que enquanto em uma dieta especial seu cachorro não coma nenhum outro alimento, incluindo biscoitinhos, bifinhos, comida de gente etc. Como é praticamente impossível saber exatamente quais são os ingredientes dessas guloseimas, pode ser que o animal apresente nova reação alérgica comprometendo o tratamento.  Uma vez que você encontrar a comida não causa alergia poderá reintroduzir aos poucos outros alimentos. Dessa forma fica mais fácil identificar o que causa ou não alergia.

 

Não desista

 

Descobrir qual é a causa da alergia no seu cachorro pode ser complicado. Muitas vezes você poderá se sentir frustrado, mas não desista. Mantenha- se firme na dieta recomendada pelo veterinário e junte esforços para descobrir a causa da reação alérgica. Lembre-se que cada cão reage de manaira diferente e o que pode ser mais simples de detectar em um animal do que outro. Não importa qual seja o caso do seu cãozinho, continue investigando até que a causa seja identificada, essa é a única maneira de garantir ao seu cachorro mais bem- estar e saúde.

 LIMPEZA DE TARTARO-NOVO

 

Categories: Sem categoria

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>